Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Comitiva que percorreu os Caminhos de Fritz Muller visita Sítio dos fósseis das conchas em Taió

Publicado em 20/06/2022 às 16:32 - Atualizado em 20/06/2022 às 16:59


Créditos: Leo Carlos e Cassia Koehler Baixar Imagem

Na última quinta-feira (16), chegou a Taió uma caravana de 23 pessoas que percorreram os caminhos de JOHANN FRIEDRICH THEODOR MÜLLER, conhecido no Brasil como “Fritz Müller”, considerado um homem à frente do seu tempo.

 

Um revolucionário em política, religião e filosofia, Fritz Müller, foi um estudioso do meio ambiente. Foi reconhecido mundialmente pela publicação Für Darwin, para Charles Darwin no ano 1864, cinco anos após Darwin publicar a obra A Origem das Espécies. Foi o primeiro cientista a apresentar modelos matemáticos para elucidar a seleção natural e fornecer provas contundentes da mesma. Foi chamado por Darwin de O Príncipe dos Observadores. Müller deixou uma obra naturalística enorme, que contribuiu para fundamentar e enriquecer a teoria da evolução das espécies por seleção natural de Darwin e projetou o Brasil no cenário da culta ciência europeia. Faleceu em 21 de maio de 1897, aos 75 anos, na casa de sua filha Johanna, em Blumenau. (Fundação Fritz Müller, 2022, p.1)

 

A diretora de Turismo, Marina do Nascimento, esteve com o grupo na noite de quinta-feira (16), quando ao saborear uma deliciosa pizza em restaurante da cidade, pode conhecer parte dos integrantes da comitiva e orientá-los quanto à passeios, atrativos e parte da história do município, além de projetar outras ideias e oportunidades relacionadas às expedições dos Caminhos de Fritz Müller.    

 

Já na manhã de sexta-feira (17), o grupo realizou visita no Sítio Vizentainer – das conchas Heteropecten catharinae, recepcionados pela família Vizentainer, incluindo a professora de História aposentada, graduada em Gestão de Turismo e vice presidenta do COMTUR, Maria Aparecida Vizentainer, que explanou sobre os fósseis e também artefatos indígenas que foram encontrados no local.

 

Após a visita ao sítio, o diretor municipal da Defesa Civil, Jonata Petrowski Retke, acompanhou o grupo para uma visita à Barragem Oeste. Posteriormente seguiram viagem para às cidades de Mirim Doce e Curitibanos finalizando a expedição nesta última, para então retornar à Blumenau cidade de partida da caravana no dia anterior.

 

A diretora Marina salienta que o grupo vinha de diversas locais, de Santa Catarina do Médio Vale e Litoral, também do estado do Paraná, de São Paulo e outros, um grupo bastante heterogêneo, das mais diversas profissões como biólogo, geógrafo, geólogo, vários empresários, professores, advogado, engenheiro, médico entre outras profissões, todos voltados para a questão do turismo sustentável e resgate histórico, o que vem a enriquecer a troca de experiência tanto para quem visita quanto para quem é visitado.

 

Texto: Marina do Nascimento


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar