Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Inicia hoje (03) o REFIS, em Taió

Publicado em 03/05/2022 às 08:22 - Atualizado em 03/05/2022 às 08:52


Créditos: imagem da internet Baixar Imagem

Inicia hoje (03), o Programa de Recuperação Fiscal - REFIS, em Taió. Ele tem o objetivo de facilitar a regularização e renegociação de dívidas tributárias ou não tributárias de pessoas jurídicas ou físicas com o município de Taió.

 

Para aderir ao REFIS basta comparecer no setor de Tributação da Prefeitura de Taió com a documentação necessária.

 

O contribuinte poderá optar pelas seguintes opções:

I - Pagamento à vista: 100% (cem por cento) de desconto de multas e juros;

 

II - Pagamento em três parcelas: 80% (oitenta por cento) de desconto de multas e juros;

 

III - Pagamento em quatro parcelas: 70% (setenta por cento) de descontos de multas e juros;

 

IV - Pagamento em cinco parcelas: 60% (sessenta por cento) de descontos de multas e juros;

 

V - Pagamento em seis parcelas: 50% (cinquenta por cento) de descontos de multas e juros;

 

VI - Pagamento em sete parcelas ou mais: 40% (quarenta por cento) de descontos de multas e juros, podendo chegar até 24 parcelas.

  • O valor do débito será corrigido monetariamente para a composição da dívida, nos moldes da legislação municipal.
  • No ato da opção pelo REFIS, o sujeito passivo deverá apresentar: cópia de documento de identidade ou CPF quando for pessoa física, e as respectivas cópias do Contrato Social ou Certidão do Registro do Ato Constitutivo e eventuais alterações, bem como certidão de inscrição no órgão competente quando for pessoa jurídica.
  • Quando o interessado, no ato do parcelamento, for representado por procurador, será exigido instrumento de mandado.
  • A opção pelo REFIS poderá ser formalizada até o dia 30 de novembro de 2022, prazo este que não será prorrogado.

Para maiores informações, consulte a Lei Complementar Municipal n° 266/2022.

 

Os débitos tributários e não tributários, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, poderão ser incluídos no REFIS, exceto os referentes:

 

I - Ao ISS devido por retenção na fonte;

 

II - Às multas decorrentes de descumprimento de procedimento licitatório;

 

III - Às multas decorrentes do poder disciplinar municipal, como os decorrentes de infrações em processos licitatórios ou contratuais;

 

IV - A indenizações devidas ao município de Taió por dano causado ao seu patrimônio;

 

V - A multas e demais cobranças oriundas do Tribunal de Contas do Estado;

 

VI - Multas e demais penalidades decorrentes do poder de polícia dos agentes municipais.