---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Viagens complementam ensino na rede municipal

Publicado em 10/07/2019 às 10:00 - Atualizado em 11/07/2019 às 13:23


Créditos: Divulgação Baixar Imagem

Alunos das escolas municipais de Taió têm participado de viagens de estudos, que são disponibilizadas pela Secretaria Municipal de Educação para complementar os conteúdos repassados em sala de aula. As excursões são solicitadas pelas escolas e avaliadas conforme a necessidade e o interesse com o assunto em estudo.

 

Entre os meses de junho e julho quatro turmas do 9º ano da Escola de Ensino Fundamental Prefeita Erna Heidrich realizaram duas viagens culturais e científicas. Em Florianópolis eles visitaram o Museu Histórico de Santa Catarina no Palácio Cruz e Sousa. Já em Piçarras, no Litoral Norte, os estudantes conheceram o Museu Oceanográfico da Univali.

 

De acordo com a direção da escola o conteúdo adquirido pelos alunos durante as excursões é aproveitado em toda a grade curricular de ensino. “Todo aprendizado adquirido nestas viagens de estudos contribui de forma interdisciplinar para nossos alunos, ou seja, contempla todas as disciplinas da grade escolar”, disse a diretora Oladia Karla da Silva.

 

Os alunos da Escola de Ensino Fundamental Adolpho Ewald também participaram de viagens de estudos. Na capital catarinense as turmas do 9º ano foram ao arquipélago que contorna Florianópolis, como a Ilha dos Guarazes, Ilha de Ratones Grande, Ilha de Anhatomirim, a Baia dos Golfinhos e as fortalezas de Santo Antônio e de Santa Cruz, ambas do século XVIII. “Foi uma viagem incrível, divertida e de muito aprendizado para os nossos estudantes, é uma atividade que faz toda a diferença no ensino”, comentou a diretora Ameri Cristina da Silva Westpahl.

 

As viagens são realizadas com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Segundo o secretário municipal de Educação, João Tadeu Corrêa os destinos são selecionados mediante a apresentação de projeto pedagógico encaminhado pelo professor. “O projeto pedagógico passa por uma análise na Secretaria Municipal de Educação e aí é liberado. Para muitos alunos essa é a oportunidade de conhecer o mar, a capital de Santa Catarina e isso desperta um interesse maior pelo assunto em estudo”, concluiu.

 

Jornalista: Albanir Júnior

__________________

MTE 0004222SC


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar