---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Pontos Turísticos

Publicado em 11/12/2013 às 16:41 - Atualizado em 30/10/2017 às 10:58

Arquitetura Civil: O município de Taió tem uma forte predominância das culturas alemãs e italianas, essas evidenciadas na arquitetura civil. Algumas construções típicas foram construídas no início da colonização e, atualmente são ocupadas com residências e estabelecimentos comerciais. Essa arquitetura é admirada pela comunidade e visitantes o que as torna um grande potencial turístico. Muitas residências podem ser apreciadas em vários pontos do interior do município. Com um rico patrimônio cultural, presente nas construções em estilos italiano e alemão, com seus grupos de danças, nos corais e nos festejos que realizam, os taioenses contam com uma cidade com hospedagem e gastronomia que atendem a atual demanda de turistas.


Paleontologia: Taió possui algo que é singular em seus aspectos geológicos. Desde 1930 publicações científicas passaram a mencionar estudos minuciosos realizados no município por geólogos e paleontólogos brasileiros a cerca da ocorrência de fósseis marinhos. O que as torna especiais é o fato de que tais fósseis não parecem estar relacionados com outros existentes no Brasil. Tem-se a pretensão de estruturar um sítio paleontológico em uma propriedade próxima a área urbana da cidade, possibilitando uma visita ao afloramento desse rico patrimônio natural de nossa cidade.


Recursos Hídricos: Os dois rios principais da cidade, bem como os demais cursos d'água, tem suas nascentes em áreas altas, acima de 300 metros. Devido à existência dessa rede hidrográfica e do relevo acidentado, ocorrem várias quedas d'água e cachoeiras, essas quedas apresentam uma bela visão cênica, constituindo-se pontos com alto potencial turístico.


Barragem Oeste: Localizada a 4 km da sede urbana e inaugurada em 1973, a Barragem Oeste foi construída para a contenção de cheias na região. A Barragem Oeste possui uma capacidade total de retenção de cheias de 83 milhões de m3, formando um lago artificial transitório com área de 9,5 milhões de m2 e controlando uma bacia hidrográfica de 1.042 km2.

Arquitetura Religiosa: Na década de 1930 Taió possuía em terrenos elevados duas de suas principais edificações religiosas, o templo de madeira da Igreja Católica Cristo Rei, e o templo já em alvenaria da Igreja Evangélica de Confissão Luterana. Estas com o aumento da população necessitaram reconstruir com maior espaço suas igrejas, sendo que os novos templos ficaram no mesmo local das antigas construções. No município foi contruído ainda o belo templo da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, sendo estes portanto, três dos principais cartões postais da cidade. Como potencial turístico religioso, ser considerado ainda o atual Cemitério Municipal Campo Santo que é um local muito bem cuidado e bastante visitado, de forma singular em relação aos cemitérios da região.


Ponte Roberto Machado: Localizada na Rua Hartwig Ern, no centro de Taió é a única original ainda existente no Brasil, construída com treliças e madeiras nobres. Foi inaugurada no dia 26 de abril de 1953. Com o crescente aumento no fluxo de veículos sobre ela, já nos anos de 1980 foi substituída pela Ponte Hartwig Ern. Permaneceu em uso até os anos 1990, quando uma das cabeceiras cedeu. A outra foi desmontada e o material aproveitado em outro local. Hoje apenas duas partes continuam intactas. Atualmente estão sendo realizados estudos e projetos para a recuperação da antiga ponte.